Festival Lula Livre repercute em sites de todo o mundo

Festival ‘Lula Livre’, reuniu alguns dos músicos mais populares do Brasil. Eles pediram a libertação do ex- presidente Lula que está preso desde do dia 7 de abril deste ano, na sede da superintendência da Polícia Federal em Curitiba PR. O festival que aconteceu sábado em frente ao Arco da Lapa no Rio de Janeiro, reuniu cerca de 800 mil pessoas e contou com a presença de vários artistas.

Créditos da foto: Jornalistas Livres

Apesar de alguns veículos comerciais do Brasil omitirem o evento, jornais de todo o mundo divulgaram o sucesso do festival pela liberdade de Lula

O Festival Lula Livre terminou o sábado (28) em primeiro lugar nos assuntos mais comentados no Twitter do Brasil, e apesar de receber pouco destaque na mídia hegemônica brasileira, que fez uma cobertura exígua e tendenciosa, foi tema de matérias publicadas em jornais de todo o mundo.

A agência estadunidense Associated Press (AP) publicou uma matéria intitulada “Celebridades brasileiras realizam show ‘ Lula Livre’ no Rio”, onde afirma que, apesar de preso, Lula segue como o mais popular político brasileiro e lidera com folga as pesquisas eleitorais do país.

“A imagem de Da Silva podia ser vista em toda parte: em camisas, bandanas e máscaras, enquanto sua imagem animada dançava nas telas ao lado do palco. Entre os sets, seus apoiadores começaram a gritar “ Lula Livre!”, enquanto os organizadores incentivavam a gritar alto o suficiente para que Lula ouvisse da cidade de Curitiba”, destacou o texto da AP.

A reportagem foi reproduzida em importantes jornais como The New York TimesWashington PostDaily Mail, o site do canal de TV alemão ZDF e muitos outros veículos, como Arizona Daily SunSt. Louis Post DispatchJournal Gazette & Times-Couriera rádio KRMG de Oklahoma, entre outros.

O site Brasil Wire também fez uma matéria própria, destacando que o público de 80 mil pessoas cantava pela liberdade de Lula. “ Chico Buarque e Gilberto Gil cantaram a lendária música de protesto Cálice pela primeira vez juntos desde 1973, em uma noite na qual os censores da Ditadura Militar desligaram o microfone de Buarque. Foi o destaque de uma noite com poesias e discursos políticos, com a leitura de uma carta que Lula escreveu para a platéia e as aparições de mais de 40 dos maiores músicos do Brasil, desde a cantora de funk MC Carol, de 24 anos, até a lenda da Tropicália de 86 anos, Sergio Ricardo”, publicou o veículo.

agência francesa AFP também publicou texto, destacando os milhares de pessoas no festival e a liderança de Lula em todas as pesquisas eleitorais. “Os gigantes da música brasileira Gilberto Gil e Chico Buarque se apresentaram no sábado, no Rio de Janeiro, no festival Lula Livre, organizado para exigir a libertação dos ex-presidente brasileiro preso desde abril”.

O texto foi reproduzido por veículos como Libération e L’Express da frança, a RTL Info da Bélgica, Cote-d-ivore.netda Costa do Marfim.

 

A Telesur cobriu o evento em tempo real e entrevistou os artistas que participaram do grande encontro pela liberdade de Lula no Rio de Janeiro. Foram feitas entrevistas com Beth Carvalho, Chico Buarque, dentre outros cantores e artistas que foram dar apoio ao ex-presidente. As milhares de pessoas que foram à Lapa no sábado também foram destaque da tv venezuelana.

A revista alemã De Spiegel também publicou uma matéria em seu site, destacando a presença de 80 mil pessoas no festival e relembrando o novo golpe jurídico ocorrido no início de julho, quando Sérgio Moro, articulado com os desembargadores Carlos Thompson Flores e João Pedro Gebran, impediram que se cumprisse a decisão de Rogério Favreto, para que Lula fosse libertado após um habeas corpus.

Da redação da Agência PT de notícias

Adaptação de texto: redação CPC