Ato pela democracia reúne cerca de 50 mil pessoas em Petrolina e Juazeiro

E vi uma imensa onda, abrindo caminho sobre o rio, ouvia-se um som que encobria o barulho do vento.

As águas ao seu redor pareciam silenciar para admirar aquela onda que avançava de forma contínua, determinada!

Sua força não era bruta, seu barulho não causava medo, nem seu objetivo era destruir.

Mas a onda continuava avançando e cada vez mais se aproximando.

E do outro lado, ao longe já se notava que algo estava por vir e quando ela chegou, nela se via rostos diversos, cores diversas, ideias diversas, mas tudo em perfeita harmonia.

Eram pessoas de todas as idades, de vários lugares e crenças, traziam em suas mãos, não armas, mais calos e bandeiras.

Muitos tinham os rostos rachados pelo calor do sol, cabelos brancos e mãos calejadas pelas ferramentas da labuta, outros traziam esperança, outros defendiam ideias e projetos, outros defendiam a vida, outros só acompanhavam.

Mas o sentimento era um só: lutar pela liberdade, não apenas individual mais coletiva.

A liberdade de escolher e de ser, a liberdade de participar e construir, a liberdade de aprender e ensinar, a liberdade de ser livre e libertar.

A liberdade da Democracia!

Imagem Chico Egídio

Neste sábado (20), cerca de 50 mil pessoas, segundo os organizadores, participaram do ato  pela democracia organizado por entidades que realizam projetos de convivência no semi-árido nordestino.

O ato político intitulado de Semiárido pela Democracia – se iniciou na praça da Catedral em Petrolina – PE e saiu em caminhada pelas ruas, atravessando a ponte Presidente Dultra até Juazeiro – BA, onde autoridades políticas, representantes de movimentos e organizações fizeram falas e artistas locais se apresentaram.

Imagens Cicero do Carmo

O objetivo do evento alem de fortalecer a luta pela democracia e pela defesa de direitos, manifestou apoio ao presidenciável Fernando Haddad (PT) e a vice Manuela Dávila (PC do B), ambos vítimas de vários ataques pessoais através das redes sociais com o uso de fake news (notícias falsas) por apoiadores do candidato adversário.

Entre os participantes estavam: entidades de classe, movimentos populares, sociais, militantes de partidos, comunidades tradicionais –  indígenas e quilombolas, trabalhadores rurais e do MST, MAB, ASA, e outras organizações.

Imagens Cicero do Carmo

Em marcha os/as participantes gritavam palavras de ordem e de apoio ao candidato Haddad e sua vice Manuela Dávila, pediam a libertação do ex presidente Lula e repudiavam incitações a violência , ao preconceito, a tortura e as armas.

As manifestações aconteceram em todas as regiões do semi-árido nordestino.

Imagens: cpcnoticias.com

Semi-árido pela Democracia

Ato Semi- árido pela democracia em Petrolina – PE e Juazeiro BAImagens: cpcnoticias.com

Publicado por CPC-Central Popular de Comunicação em Domingo, 21 de outubro de 2018

Semi-árido pela Democracia

Ato Semi- árido pela democracia em Petrolina – PE e Juazeiro BAImagens: cpcnoticias.com

Publicado por CPC-Central Popular de Comunicação em Domingo, 21 de outubro de 2018