Ação Comunitária e VII Lavagem do Terreiro Banda Lê Kongo

O Terreiro Bandalecongo está realizando a VII Lavagem e Ação Comunitária.

A lavagem surgiu a partir de um ataque racista e preconceituoso que a Mametu Ya Nkiki Lemburasingue (Maria de Tempo) e seus filhos sofreram na rua do Terreiro. E por isso tem como proposta fortalecer nossa religião e combater ataques de intolerância religiosa como estes.

Nesse contexto, a Ação Comunitária virou tradição a partir da IV Lavagem e pretende ser um espaço de cuidado e troca para nossa comunidade, valorização dos saberes e práticas ancestrais, fortalecimento da relação dos terreiros com as instituições que atuam em nosso território e oferta de serviços de saúde, assistência social e cultura.

Para isso contaremos com a realização de massagens terapêuticas, reiki, auriculoterapia, aferição de pressão e glicemia, distribuição de insumos, produção de currículo, atividade de alimentação viva e muito mais. Além disso, para nossas crianças e adolescentes, teremos o espaço “Quilombirê”, com oficina de capoeira angola, contação de história e atividades educativas.

A Ação Comunitária acontecerá no dia 14 de dezembro de 2018, a partir das 09:00h às 12:00h, na Rua Padre Cícero, nº, Palmares I e contará com a parceria do Centro de Terapias Gianni Bande, Unidade Básica de Saúde do Bairro Palmares e amigos do Terreiro que contribuirão com a realização das atividades.

A Lavagem também contará com um cortejo pelos bairros Palmares e Quidé no dia 15 de dezembro de 2018, com concentração na Rua Padre Cícero, a partir das 16h. Após o cortejo acontecerão apresentações culturais, como o grupo Afoxé Filhos de Zaze, Baque Opará, Embondeiro Capoeira, Daly Samba e Marcelo Lorran.

A Mametu Ya Nkisi e seus filhos e filhas de santo convidam a comunidade juazeirense a participar desse momento de celebração e cuidados. Reforça: “Espero mais uma vez poder contar com a participação de todos vocês, para juntos darmos as mãos e sair nas ruas cantando, dançando e mostrando a todos que nós: Povo preto, favelado, mulheres e candomblecistas existimos e resistiremos. Juntos, fortes e unidos”.

O Terreiro Bandalecongo tem a tradição de confeccionar e vender camisas da Lavagem. Esse ano as camisas já estão sendo vendidas no valor de 25 reais individual e 40 reais a casadinha. Para mais informações fazer contato pelos números (74) 9.8819-6038 (Maria de Tempo) e (74) 9.8819-6035 (Gessiane). Além dos apoios citados, o Terreiro também agradece o apoio da comunidade através de Berg Outdoor, Gil do Gás e Natvest.

Gratidão a todas e todos!

Awetu! Toondele!

Axé! Adúpé!

Mametu Ya Nkiki Lemburasingue (Maria de Tempo)