Bairro João de Deus: 32 anos de existência e um precário atendimento a saúde da população

Bairro João de Deus: enquanto lideranças disputam para realizar festejos em comemoração ao seu trigésimo segundo ano de fundação, a população continua a reclamar do descaso no atendimento a saúde.

Com uma das maiores populações em Petrolina, o bairro João de Deus, localizado na zona norte da cidade, conta com uma população de aproximadamente 30 mil habitantes, e isto tem gerado uma significativa demanda para o atendimento a saúde dos comunitários e comunitárias que buscam tais serviços. Com apenas duas UBSs de precárias acomodações, a população usuária  tem enfrentado verdadeiros desafios.  Isto envolve desde a quantidade de fichas distribuídas quanto os horários em que os usuários/as se vêem obrigados a estar nas UBSs para serem atendidos/as.

O sistema de marcação de consultas parece não conseguir consenso relativo a quantidade de vagas para atendimento médico especializado, o que deixa a população desorientada. se colocando em extremo risco e se obrigando a sair de casa em plena madrugada para conseguir uma ficha de atendimento.

A desinformação vai desde o mal atendimento na recepção. à colocação de avisos improvisados por funcionários em pedaços de papal que quase sempre ficam rasurados pela a ação do tempo.

O espaço físico das UBSs há anos necessitando de ampliação não consegue acomodar de forma digna as pessoas que ali buscam atendimento a saúde e nem os próprios servidores e funcionários que ali labutam. As obras realizadas pelo poder executivo não tem passado de remendo novo em panos velhos, evidenciando um verdadeiro descaso com os direitos básicos da população mais humilde que essencialmente necessita de atenção a saúde.

A falta de médicos, dentistas e profissionais que atenda determinadas especializações também tem sido Mais um agravante na desassistência a saúde pública desta comunidade.

Confira no video as reclamações dos usuários:

cpcnotícias.com

Bairro João de Deus: enquanto lideranças disputam para realizar festejos em comemoração ao seu trigésimo segundo ano de fundação, a população continua a reclamar do descaso no atendimento a saúde.Confira mais em: cpcnoticias.com

Publicado por CPC-Central Popular de Comunicação em Quinta-feira, 1 de agosto de 2019