Preocupação com eleição de reitorias leva o SindUnivasf a buscar apoio no FFSSPeBa

Neste sábado (24) foi realizado em Petrolina – sertão de Pernambuco – o 1º Seminário de Formação Sindical PeBa, que abordou o tema: O Dilema da Liberdade Sindical, o qual faz parte de uma série de outros que acontecerão até dezembro de 2019, nos estados de Pernambuco e Bahia. Terão como objetivo dar tratamento local aos debates científicos desenvolvidos no país acerca do sindicalismo brasileiro e traz como tema central – Sindicalismo no Brasil: história e desafios”. Este aconteceu no SINTEP (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco), e contou com a participação de representantes sindicais, movimentos sociais, profissionais de diversas áreas e militantes políticos.

Abordando tais perspectivas comporam a mesa:

Queila Patrícia da Unegro

Herlon Alves Bezerra – IF Sertão – PE

José Fernando Souto Junior – Univaf

Vanderlei Carvalho – Univasf

Gilberto Santatana – Sindicato dos eletricistas da Bahia

Imagem: Marcia Farias

Esteve também presente o Professor Adalton Marques presidente da sessão do SindUnivasf apresentando uma carta de apoio as decisões tomadas pelo Conselho Universitário da Univasf (CONUNE) com relação ao regulamento das eleições para reitorias, as quais segundo o professor, preserva princípios democráticos dando o direito de toda comunidade univasfiana participar de forma paritária da escolha dos novos reitores das instituições de ensino Univasf e IF Sertão – PE.

Assinaram a carta:

SindUnivasf (Seção Sindical dos Docentes da UNIVASF) e SINASEFE IF SERTÃO-PE (Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica), Também os/as representantes do SINTCOPE (Sindicato dos Trabalhadores do Comércio de Petrolina), do SINDSEMP (Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina), do SINDAE (Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente no Estado da Bahia), do SINTEA (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Afrânio), do SINTEPE (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco), do SINERGIA (Sindicato dos Eletricitários da Bahia), do SINDSERPE (Sindicato dos Servidores Públicos Civis do Estado de Pernambuco), do CEBI (Centro de Estudos Bíblicos), da Consulta Popular, da UNEGRO – BA (União de Negros pela Igualdade) e do PCdoB(Partido Comunista do Brasil), além de militantes do próprio Fórum de Formação Sindical do Sertão PE/BA.

Manifestaram remotamente o desejo de assinar o documento representantes das seguintes entidades: FEEB BA/SE (Federação dos Bancários dos Estados da Bahia e Sergipe), STR Juazeiro (Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Juazeiro), CTB – Norte da Bahia (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), SINPRO (Sindicato dos Professores do Estado de Pernambuco), CTB Pernambuco (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), SEEB (Sindicato dos Bancários de Juazeiro e Região),  SINDCOM (Sindicato dos Comerciários de Juazeiro e Região) e Levante Popular da Juventude.

A classe trabalhadora do Vale do São Francisco está organizada e unida, e dirigindo sua preocupação às Instituições Federais de Ensino Superior da região, bens públicos federais da população.

Texto adaptado cpcnotícias.com, com informação do SIDUNIVASF

Leia também nota conjunta: Governo Hostiliza instituições produtoras de informações e conhecimentos

Confira no vídeo: